O trânsito na região anda bem nebuloso, com vários acidentes, que ceifam a vida de pessoas, como a da pequena Maria de Fátima e Yuri, matérias nesta edição, ou a do ônibus que despencou ladeira abaixo, em Praia Brava, também nesta edição.

O primeiro caso ocorreu na sexta-feira, dia 10 de setembro, quando um ônibus de turismo pegou fogo na Rodovia Rio-Santos (BR-101), na altura de Itacurubitiba. Apesar do susto e de as chamas terem consumido todo o veículo, felizmente ninguém se feriu. Ainda naquela sexta-feira, um ônibus da Viação Regina saiu da pista e foi parar na canaleta da BR-101, na altura do Club Med, também em Mangaratiba.

Na manhã de domingo, dia 11 de setembro, um acidente chamou a atenção dos moradores de Angra, quando um motorista perdeu o controle de um Sandero e capotou na Rua Dr. Coutinho, quase em frente ao antigo necrotério. Segundo informado pelo Corpo de Bombeiros, o homem, identificado como Leandro Pereira, de 42 anos, perdeu o controle do veículo, bateu no poste e capotou. Ele sofreu ferimentos e foi encaminhado ao Hospital Municipal da Japuíba (HMJ), onde foi medicado.

Ainda no domingo, porém em Mangaratiba, dois carros colidiram na rodovia que corta a região. O acidente ocorreu na altura de Muriqui e os ocupantes dos veículos atendidos pelo Corpo de Bombeiros.

Já na terça-feira, dia 13 de setembro, três novos acidentes voltaram a ser registrados na região. Um caminhão e dois carros de passeio colidiram no primeiro túnel, no sentido Angra. Apesar do susto, somente avarias nos veículos.

Os outros dois acidentes foram em Angra, na altura do Condomínio Mata Atlântica, quando o motorista de um Peugeot perdeu o controle da direção e capotou na via. Chovia no momento e o homem conseguiu sair sozinho do carro. Na altura da Sapinhatuba 3, o acidente envolveu uma motocicleta e uma viatura da Polícia Militar. O motociclista foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal da Japuíba (HMJ), onde recebeu atendimento médico.