Atendimentos no Cais do São Bento são transferidos para o CEM Centro

Imóvel utilizado há mais de 30 anos pela saúde mental deverá ser desapropriado pelo município e receber intervenções em sua infraestrutura 

O Jornal A CIDADE recebeu por meio do WhatsApp, 3365-5327, reclamações referentes a precarização dos serviços oferecidos pelo Centro de Atividades Integradas Em Saúde Mental, o CAIS, do São Bento, um equipamento da saúde mental. 

Segundo o relato de familiares dos usuários, a estrutura do prédio oferecia riscos a quem tinha de passar pelo local, seja para retirar os medicamentos ou realizar atividades terapêuticas. 

“Um prédio, numa área nobre da cidade, a Secretaria de Saúde deixa chegar aquele ponto é um absurdo. Temos muitas dificuldades em receber um atendimento digno e ficamos muito tempo sem alguns medicamentos, necessários para um bom tratamento do assistido”, disse a irmã de um usuário do Cais São Bento. 

A Secretaria de Saúde informou à reportagem que já está em andamento o processo de desapropriação da casa atual, para que com isso, seja efetuada mudança para um imóvel novo. Ainda de acordo com a pasta, todos os pacientes estão sendo atendidos pelos psiquiatras que prestam serviço à população em base descentralizada. Os atendimentos acontecem de maneira normal, apenas usando o espaço físico do CEM Centro e que as medicações seguem sendo prescritas normalmente. 

Deixe um comentário