Monstro praticava atos libidinosos contra menininha de 9 aninhos

Agentes da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) sob a batuta da Drª. Paula Loureiro, delegada titular da unidade, prenderam no fim da tarde de quinta-feira, dia 15 de setembro, em uma casa, na Nova Angra, um homem de 31 anos, acusado de estuprar a própria filha, uma garotinha de apenas 9 aninhos.

Segundo o apurado pela reportagem de A CIDADE, no dia 27 de julho deste ano, a mãe da garotinha procurou a Deam e relatou os fatos que vinham ocorrendo contra a vítima. A genitora foi avisada pela diretora da escola em que a menininha estuda, pois esta se encontrava abalada e tinha medo de contar à mãe, uma vez que era ameaçada pelo estuprador, a qual chamava de pai.

“Tomamos conhecimento de que o autor estaria abusando sexualmente de sua filha de apenas 9 anos de idade, nas ocasiões em que a menor passava um período de tempo na casa do genitor, que tinha a guarda compartilhada da criança dada pela Justiça. A mãe da vítima relatou, em sede policial, que a diretora da escola em que a criança estuda, entrou em contato com a mesma, para relatar os episódios de abuso que a menor vinha sofrendo por parte do pai. Para a diretora da escola, a vítima contou que seu genitor a obrigava a praticar sexo oral nele, enquanto o mesmo a manipulava em suas partes íntimas”, detalhou Drª. Paula Loureiro.

Um inquérito policial foi instaurado e a delegada titular da Deam representou pela prisão preventiva do meliante, cujo nome não foi divulgado.

Ele não ofereceu resistência ao ser preso e foi conduzido à Deam, onde foi cumprido o mandado de prisão. Na manhã de segunda-feira, dia 16, o estuprador foi levado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Deixe um comentário