Policiais da UPAm são presos em flagrante por extorsão

Eles haviam cobrado R$ 2 mil para que construções irregulares fossem erguidas em área de proteção ambiental

Os cabos José Luiz Camargo Caetano e Marlon de Simas Leal de Pinho, lotados no Comando de Polícia Ambiental (CPAm) foram presos na quarta-feira, dia 31 de agosto, após terem extorquido um homem, no Bracuí. Agentes da 5ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DJPM) receberam denúncias de que os policiais da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) haviam pedido R$ 2 mil, para que o proprietário de um terreno pudesse preparar o local e consequentemente construir irregularmente em área de proteção ambiental.

Os policiais foram localizados em um bar, próximo a um terreno baldio, recebendo o dinheiro da vítima, por meio de um PIX. Os militares receberam voz de prisão em flagrante e foram levados para a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, onde se encontram a disposição da Justiça.

A Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que o comando da corporação não tolera o cometimento de crimes por parte de seus entes, punindo com rigor os envolvidos.

Deixe um comentário