Ação tem como objetivo garantir a reprodução e o desenvolvimento pleno da espécie durante cinco meses

Começou este mês, o período de defeso da sardinha-verdadeira (sardinella brasiliensis) entre o estado do Rio de Janeiro e Santa Catarina. O defeso vai até 28 de fevereiro de 2023, quando a espécie já terá passado de seu período de reprodução e crescimento pleno. O defeso da espécie se aplica somente para embarcações de cerco (traineira).

“O período de defeso garante o futuro da espécie e consequentemente sua reprodução. Serão cinco meses para que as sardinhas-verdadeiras se reproduzam e alcancem o tamanho ideal para a captura saudável e legal. A pessoa que desrespeitar essa medida terá que arcar com as penas da lei, como multa e apreensão da embarcação e mais uma série de medidas legais que terá que resolver”, comentou Wagner Junqueira, secretário-executivo de Agricultura, Aquicultura e Pesca.

A medida estabelece regras de monitoramento paras pessoas físicas ou jurídicas que atuam no transporte, no armazenamento, na comercialização, no beneficiamento e na industrialização da espécie.

A sardinha-verdadeira é rica em ômega 3, uma gordura saudável que reduz o colesterol do sangue e possui ação anti-inflamatória que auxilia na prevenção de doenças crônicas e melhora a aparência da pele. Tradicionalmente, é uma das espécies mais procuradas pelos cidadãos angrenses nos mercados da cidade.

Deixe um comentário