Ele pegou quase três anos de regime semiaberto

Muita gente, especialmente os homens acham que a Lei Maria da Penha não é séria, que “não dá em nada”, mas não é bem assim, que a banda toca. O angrense Renan de Oliveira Pereira, de 35 anos, é a prova mais recente disso e deve servir de exemplo para outros “valentões”.  Ele foi preso na tarde do último dia 4, ainda no Fórum da cidade, em cumprimento a um mandado de prisão condenatório contra ele desferido pelo Juiz da Comarca de Angra, Edson da Rocha Cardoso.

Renan foi condenado a dois anos e oito meses de prisão em regime semiaberto, por violência e lesão corporal doméstica contra a mulher e ameaça com agravantes. O crime ocorreu no dia 5 de fevereiro deste ano e foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam-Angra).  Renan pode sair da cadeia para trabalhar, mas tem que voltar todos os dias. Como em Angra não existe presídio, ele pode ganhar o benefício de se apresentar só nos fins de semana, mas essa decisão depende da Justiça.

Deixe um comentário