Moradores protestam após paralização da dragagem do Rio Japuíba

Os moradores da Vila Nova e adjacências acordaram na manhã do dia 5 de outubro,  com uma notícia do fim da dragagem do Rio Japuíba, sem a obra ter sido concluída.

Ao perceberem as máquinas deixando a margem do rio, na Vila Nova, os moradores se reuniram e bloquearam a passagem de veículos, na Ponte da Amizade, na Rua Prefeito João Gregório Galindo, a Angra-Getulândia, na entrada da Tararaca, em protesto contra o descaso.

Durante duas horas foi feita a negociação para liberação do trânsito, que deu um nó na região.

“Estranhamente, três dias após a eleição da mulher do prefeito, pararam com a obra aqui na Vila Nova. Deus que nos proteja, pois se vier uma chuva igual a de março ou de abril, estaremos novamente em risco e perderemos os poucos bens materiais que restaram do último alagamento de nossas casas”, desabafou um morador.

O Executivo municipal enviou porta-vozes para conter a fúria do povo, que com razão, teme ser novamente vítima das enchentes. A prefeitura prometeu que já solicitou a nova licença ao Inea e que aguardavam somente a liberação para a continuidade aos trabalhos. Em seguida, o trânsito foi liberado.

Deixe um comentário