Vacinação contra a poliomielite segue em baixa na cidade

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que vive no intestino, chamado poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas infectadas e provocar ou não paralisia. Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos.

A forma mais eficaz de combater a doença é a vacinação, sendo o que o público-alvo são as crianças menores de cinco anos de idade, porém em Angra,  a cobertura vacinal está muito baixa. Isso se dá pelo negacionismo e incredulidade na vacina, que salva vidas e que se o responsável pela criança está vivo e gozando de saúde, é pelo motivo de no passado ter sido vacinado contra os mais diferentes tipos de doença.

Até o fechamento desta edição, o percentual de cobertura vacinal em Angra dos Reis era de 32%, ou seja, tinham sido vacinadas 3.827 crianças, das 11.676 que devem ser imunizadas.

A Secretaria de Saúde do município informou que além de prorrogar a campanha de vacinação contra a poliomielite no município está fazendo a busca ativa das crianças não vacinadas da cidade e solicitando aos pais que levem seus filhos para vacinar.

Para imunizar a criança é simples, basta se dirigir a uma das estratégias de saúde do município, sendo que o documento necessário, que deve ser apresentado na hora de receber a imunização, é o cartão de vacina da criança, caso ainda não tenha efetuado a atualização do cadastro nas unidades de saúde, é importante levar também o CPF e o cartão do SUS.

Deixe um comentário