Enel e Polícia Civil realizam operação ‘Energia Legal’

Operação visa combater o furto de energia na cidade

A Enel realiza, de hoje, dia 8, até sexta-feira, dia 11, a operação Energia Legal em Mangaratiba. O projeto tem o objetivo de combater as fraudes e os furtos de energia e conscientizar a população sobre os riscos e prejuízos desta prática. Para isso, a companhia reúne uma força-tarefa com equipes de inspeção, em parceria com a Polícia Civil, que fiscalizam e retiram ligações clandestinas. Adicionalmente, a distribuidora leva à operação uma série de serviços: troca de geladeiras para os clientes do município, unidade móvel de atendimento, troca gratuita de lâmpadas, além de orientações de segurança com a rede elétrica e dicas de consumo consciente de energia. 

Nas 31 edições do projeto Energia Legal realizadas pela Enel Rio, a companhia identificou furto de energia em 13.876 clientes, sendo 12.833 residências e 1.043 comércios nas 22 cidades por onde passou desde o fim de 2019. 

Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, as ligações irregulares contribuem para a queda na qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores da concessionária com maior número de interrupções e, por vezes, dificultando o retorno da energia elétrica. Estima-se que se não houvesse furto de energia, as tarifas de todos os consumidores da Enel Rio poderiam ser reduzidas em cerca de 5%.

Clientes que adotam esta prática, popularmente conhecida como “gato”, além de cometer um crime, estão colocando suas vidas e a da população em risco. Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou fazer ligação direta na rede podem sofrer choque elétrico e acidentes graves, que podem até mesmo ser fatais.

Quem quiser denunciar o furto de energia, pode fazer isso pela internet: https://www.enel.com.br/, pelo aplicativo Enel Rio ou pelo 0800 280 0120. Não é necessário se identificar.