GAT sobe a Caixa d’Água e derruba dois

Um fuzil e farta quantidade de drogas foram apreendidos na ação da Polícia Militar

A tropa do tenente-coronel Borges, comandante do 33º BPM, continua metendo bronca na vagabundagem. Na noite de segunda-feira, dia 14, equipes do Grupamento de Ações Táticas, o GAT, foram até o alto do Morro da Caixa d’Água, no Centro, apurar denúncias de tráfico de drogas.

Quando chegaram na localidade conhecida como Final Feliz, os agentes foram recebidos a tiros e revidaram a injusta agressão sofrida.

Os Guerreiros da Costa Verde progrediram pelo terreno e localizaram dois elementos caídos ao solo e de imediato providenciaram o socorro médico, encaminhando os suspeitos ao Hospital Municipal da Japuíba, onde foram a óbito. Um deles foi identificado como Marlon.

Além da retirada de circulação dos dois suspeitos, a operação logrou êxito em apreender um fuzil, uma pistola, 160 trouxinhas de maconha e 142 cápsulas de cocaína, que foram apresentados na 166ª Delegacia de Polícia.

Entre 1º de janeiro e 15 de novembro de 2022, o Disque Denúncia recebeu 16 denúncias sobre o Morro da Caixa d’Água. Nesse mesmo período, em 2021, foram cadastradas nove denúncias. Ao comparar os quantitativos de denúncias entre esses dois períodos, o serviço constatou um aumento de 66,66% no número de ligações sobre atividades criminosas naquela comunidade.

O Disque Denúncia Angra solicita que a população ajude no combate ao crime, denunciando de forma anônima através do telefone 0300 253 1177 (custo de uma ligação local) ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”. Reforçando que em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.