Guerra do tráfico mata inocente na Lambicada

Adolescente passava pelo local, quando foi alvejado no sangrento confronto

A guerra entre CV e TCP matou um adolescente, de apenas 15 anos. O garoto estava literalmente no lugar errado e na hora errada, quando o sangrento confronto, que marcou a retomada do local por parte do TCP, teve início, na segunda-feira, dia 31.

Como publicado na matéria anterior, os meliantes do CV, que ainda estavam na Lambicada, faziam um baile de três dias, pra comemorar a soltura de Americano e Feio. Muitas mulheres oriundas de outras comunidades de Angra participavam da festa, quando o confronto foi iniciado.

“Houve um corre-corre danado, Americano e Feio se safaram, mas o adolescente que passava na hora, foi atingido e morreu. Pelo ao menos a família teve o direito de enterrar o menino, pois o tráfico liberou o corpo. Já os outros cadáveres estão todos lá enterrados em cova rasa na área de mata e dificilmente serão reconhecidos e muito menos entregues às suas famílias”, disse uma pessoa, que ligou para a redação de A CIDADE para narrar os fatos.