Idosa com pneumonia pena para fazer tomografia  no HMJ

Em 2018 o prefeito esteve no HMJ para a entrega de um tomógrafo novinho para a unidade

Núcleo Interno de Regulação (NIR ), negou o exame

No último dia 11, por volta das 20h, uma idosa  de 71anos,  deu entrada no SPA do Centro da cidade. A médica pediu que fosse feita uma  tomografia do tórax da paciente, pois a mesma estava com pneumonia e  testada negativamente para Covid. Mas ao chegar ao Hospital Municipal da Japuíba (HMJ), a idosa teve o exame negado.  Pelo sujeito que estava naquele momento responsável pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR ) do hospital, o cara que decide quem vai viver e quem vai morrer. Como a idosa não era mãe dele e nem mãe de ninguém importante, ele alegou que o HMJ  não fazia tomografia para suspeita de Covid, sendo que a médica já havia relatado que a idosa não estava com a doença.

Diante da negativa do sujeito à frente do famigerado NIR,   a  idosa refez o teste de Covid, que mais uma vez deu negativo.  Mas vai para lá, vai pra cá, mexe uns pauzinhos e a tomografia só foi autorizada depois que a “chefia” entrou no circuito. O exame só  foi autorizado às 22h30, ou seja,  uma paciente idosa de 71 anos,  aguardou  2h30, para realizar um  procedimento a que tinha direito, e mesmo assim só conseguiu fazer com “ordens superiores”.  

Aliás,  o que se sabe de fato é que pacientes que testam positivo para Covid não tem onde realizar tomografia na rede pública em Angra. Essa informação foi dada pelo NIR e pela “chefia” da Secretaria de Saúde. Mas o que a patuleia não sabe,  é que  esse tipo de regra só serve para a “ralé”. Doente parente de gente influente ou indicado de vereador da base do governo tem direito a tudo, não só no HMJ, mas em toda a Secretaria Municipal de Saúde.