Pardais voltarão à Rio-Santos em locais indicados pela PRF

Radar sendo retirada da rodovia no último dia 28. Foto do Facebook, página Angra dá Deprê

Novos aparelhos obedecerão novas regras do Contran

Na última quinzena no mês de outubro, em meio ao burburinho do 2º turno das eleições, a CCR, concessionária da Rio-Santos, retirou todos os pardais da rodovia. Algumas páginas de notícias das redes sociais e moradores  de bairros às margens da rodovia denunciaram a retirada na internet, mas ninguém deu muita atenção, apesar de a maioria  deles ter sido instalado por causa dos atropelamentos. É certo que a maioria era absurda, por exemplo, os instalados próximos às passarelas de pedestres, em especial na região da Grande Japuíba e instalados em locais onde nem morador tem para atravessar a pista. Mas, alguns realmente tinham a função de evitar atropelamentos, como os redutores na altura do Morro do Moreno e da Lambicaba.

O jornal  A CIDADE procurou a CCR RioSP, em busca de esclarecimentos. A empresa informou que  os radares antigos serão substituídos por novos aparelhos, conforme nova resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito). A resolução  traz mudanças para evitar que os radares sejam instalados em locais pouco visíveis.  O objetivo é fazer com que o condutor seja alertado do limite de velocidade da via, perceba os riscos, reduza a velocidade do veículo e, com isso, reduza as chances de sofrer acidentes.  

A CCR Informou também, que os locais de instalação dos equipamentos são indicados com base em estudos técnicos realizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), órgão responsável pela segurança e fiscalização da Rio-Santos.  Explicou ainda que “cabe à concessionária, somente a implantação e manutenção dos equipamentos. A conclusão desse serviço está prevista para o 12º mês da concessão, março do ano que vem”.