Polícia Ambiental identifica desmatamento na Itinga

Área é de preservação permanente

A partir de uma denúncia sobre extração irregular de árvores feita ao Linha Verde (0300 253 1177), programa do Disque Denúncia voltado para meio ambiente, policiais militares ambientais estiveram na terça-feira, dia 15, na Itinga, onde identificaram os crimes de desmatamento e loteamento irregular.

Munidos com as informações, os agentes procederam à uma rua na Praia da Itinga onde constataram a degradação ambiental de uma área com 300 metros quadrados, com o corte de 23 árvores de pequeno e médio portes dentro de uma área de preservação permanente, por estar a menos de 30 metros de um curso de água, conforme a lei 12.651/12.

Segundo os policiais, haveria intenção por parte dos responsáveis, de se fazer um loteamento, tendo em vista que diversos lotes estavam demarcados por cercas de arame farpado. Foram feitas diligências no entorno a fim de identificar os suspeitos, mas sem sucesso. Também não foi possível encontrar placas contendo o licenciamento necessário para as atividades ali realizadas. Diante dos fatos, os policiais militares ambientais se deslocaram à 166ª DP, onde a ocorrência foi registrada.

O Linha Verde, programa do Disque Denúncia voltado para o meio ambiente, solicita a ajuda da população para denunciar crimes ambientais em Angra dos Reis. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 0300 253 1177 (custo de ligação local), pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ” para celulares, ou ainda pelo site do Disque Denúncia.  Em todos os canais o anonimato é garantido ao denunciante.