Casos da doença na cidade saltam de 6 para 105  

Um leitor do jornal A CIDADE esteve em um SPA do município, na manhã do último dia 9, com febre e dor de garganta. O médico mandou  fazer um teste rápido de Covid e o resultado foi positivo. Nosso leitor pode observar que outras pessoas  também positivaram para a doença enquanto ele estava na unidade. O assunto entre os funcionários era que o número de casos positivos da doença havia dado um salto desde o início do mês. “Antes todos os testes davam  negativo, agora a maioria dá positivo”, comentou um funcionário da unidade.

Não por coincidência, um dia depois, na manhã do dia 10, o jornal A CIDADE recebeu a informação de um leitor internado no Hospital Municipal da Japuíba (HMJ), de que havia uma epidemia de Covid-19 dentro da unidade e que a ordem era testar todo mundo,  funcionários e pacientes internados. “A enfermeira chefe tá passando de sala em sala, falando para todos os pacientes usarem máscara, porque tem uma “pandemia” de corona vírus dentro do hospital. Como pode isso gente?”, questionou nossa fonte.

Antes mesmo de receber esta informação do HMJ, nossa reportagem já havia entrado em contato com a Prefeitura pedindo informações atualizadas sobre a doença e  se havia algum plano de contingencia para lidar com essa situação. Em nota a Prefeitura   limitou-se a informar que nesta quinta-feira, dia 4,  havia 105 pessoas com Covid em Angra. Em seu último Boletim da Covid-19, divulgado no último dia 4, havia na cidade apenas 6 casos “ativos” da doença. Um aumento significativo em menos de 7 dias. Quanto ao plano de contingência a Prefeitura limitou-se a confirmar que sim, que tinha um plano. Não  revelou qual e omitiu a testagem em massa no HMJ.