Atletas de Angra são campeões da 33ª Copa Alfabarra de Jiu-Jítsu

Atletas recebem medalhas (foto divulgação)

Evento foi no Parque Olímpico da Barra, no Rio

O projeto Gileade, de cunho social e esportivo, que atende cerca de 80 crianças em 10 núcleos na cidade, participou no último dia 11, com 26 atletas da 33ª Copa Alfabarra de Jiu-Jítsu, no Parque Olímpico da Barra, no Rio. Uma tonelada de alimentos e outras doações foram arrecadadas na competição para as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Ao todo foram 17 medalhas, sendo nove de ouro, duas de prata e seis de bronze.

O evento contou com a participação de 106 equipes de diversos estados do Brasil e a participação de cerca de 1.200 atletas. Por equipe, o time Gileade de jiu-jítsu ficou na 10ª colocação, o que demonstra a qualidade do trabalho feito pelo projeto, coordenado pelo mestre faixa preta Mauro da Glória.

Entre os campeões, destacamos o professor e atleta Carlos Roberto Gullo, o Betinho, medalha de ouro na sua categoria. Ele é responsável há cinco anos pelo Centro de Treinamentos do Promorar, e trabalha com crianças, adolescentes e adultos.

O Projeto Gileade participou da Copa Alfabarra, com atletas representando cinco bairros dos 10 núcleos que têm no município. O trabalho de cunho esportivo e social tem se caracterizado, não só pela performance técnica dos atletas em várias faixas etárias, mas também pelo aspecto de orientação para a vida de cada um deles. Destaques também para os campeões da equipe angrense: Guilherme, do Pontal; Vitor, Gamboa; Miguel, Morro da Cruz, e Eloá, Monsuaba.